Telefone: (+351) 219 154 600 - (Chamada para rede fixa nacional)

Confira 6 Dicas de Proteção contra incêndios

Share this article

Na hipótese de deparar-se com um incêndio, sabe o que fazer? Como assegura a sua proteção contra incêndios? Primeiro de tudo é aconselhável manter a calma e não permitir nunca que o pânico se apodere de si, pois as chamas já por si traduzem-se regra geral numa sensação de medo. Outra recomendação é ter por perto um extintor.

Siga as dicas do nosso post sobre como pode atuar em caso de incêndio e quais as dicas que deve ter em conta para uma proteção contra incêndios eficaz.

Devemos referir que é de extrema importância saber utilizar um extintor de incêndio corretamente. Assim como cada dispositivo tem um desempenho diferente da mesma forma nem todos os fogos são idênticos.

Cada extintor tem uma atuação diferente. Por esse motivo, deve combater os incêndios com os extintores adequados.

Como agir em caso de incêndio? Deixamos aqui 6 dicas de proteção contra incêndio.

1 – A proteção contra incêndios deve ser feita a favor do vento

A primeira dica essencial para proteção contra incêndio passa por se entender a ação do vento. Os incêndios a céu aberto devem sempre ser abordados a favor do vento e nunca contra este.

Recomenda-se que haja uma aproximação ao incêndio entre 3 a 5 metros, obedecendo ao raio de ação do extintor, sempre a favor do vento e nunca contra ele. Pois o que pretendemos é que o fogo se distancie de nós, e não o inverso.

Esta dica de proteção contra incêndios é muito importante por 3 razões:

Se está do lado contrário ao das chamas, o ideal será afastar-se delas à medida que o incêndio é suprimido.

O agente extintor pode assim ser orientado na mesma direção das chamas e do fumo.

Deste modo, pode evitar a inalação de gases e de fumos, assim como também afastar-se do jato do agente extintor.

2 – Certifique-se que o extintor está pronto a ser utilizado para a proteção contra incêndios

Antes de usar o extintor para combater o incêndio deve verificar se está operacional. Para isso efetue um disparo curto do agente de extinção de modo a garantir de que está nas devidas condições. Não tenha receio de experimentar.

3 – Dirija o jato do agente extintor para o incêndio

Após a aproximação ao incêndio aconselha-se que oriente o jato do agente extintor para o fogo. Deve avançar ao mesmo tempo que as chamas diminuam a sua força ou à medida que o incêndio se vá extinguindo.

4 – Aproxime-se o mais possível das chamas se o extintor de incêndio for de CO2

Pode parecer impróprio, mas na verdade, o extintor de CO2 por natureza tem um alcance pequeno e é facilmente desviado pelo vento e pelas correntes de convecção. Por isso mesmo é aconselhável que avance pouco de cada vez e com cautela.

5 – Inicie a extinção do incêndio pelo ponto mais próximo

Por outro lado, não se deve projetar o jato do extintor de forma indiscriminada, pois pode estar a desperdiçar agente extintor necessário.

Deve começar a suprimir o incêndio pelo ponto mais perto de si e não pela zona intermédia das chamas. A projeção do jato extintor deve ser feita de forma a forçar um corte junto à base das chamas.

O movimento do jato extintor deve ser feito sempre na horizontal, assim como nunca deve direcionar o jato na vertical em incêndios provocados por combustíveis líquidos e contidos em recipientes. Caso esteja a usar extintores de espuma, deve dirigir o jato para as margens interiores do recipiente.

6 – Observar o desenvolvimento do incêndio

Se o fogo progredir na vertical, de cima para baixo, como acontece, por exemplo, com cortinados ou líquidos combustíveis derramados, nestes casos o incêndio deve ser combatido no sentido inverso, isto é, deve-se começar a suprimir o fogo na parte inferior, avançando depois de baixo para cima.

Sabendo como o limite entre a racionalidade e o pânico é bastante ténue quando se está perante o caos, deve seguir estas as 6 dicas de proteção contra os incêndios.

Share this article

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *