Telefone: (+351) 219 154 600
lâmpadas UVC para desinfeção

Proteção Ocular e Facial no uso de lâmpadas UVC para desinfeção

Partilha este artigo

Para conter a disseminação do Coronavírus de forma eficaz, a busca por medidas adequadas de desinfeção, nomeadamente pelo uso de lâmpadas UVC para desinfeção intensificou-se nos últimos anos.

Tendo sido identificado um novo método de desinfeção através da utilização de radiação UV (lâmpadas UVC), alguns dos nossos fornecedores têm recebido um número cada vez maior de consultas sobre os equipamentos de proteção individual que podem ser utilizados neste tipo de desinfeção.

Este é por isso o tema deste artigo, sendo importante realçar que vamos focar as soluções apresentadas pela TECNIQUITEL através da marca uvex.

Riscos decorrentes da utilização das lâmpadas UV

Os raios UVC têm maior energia quando comparados a outros tipos de UV.

O comprimento de onda curta dos UVC’s, significa que é o tipo de radiação ultravioleta mais prejudicial; porém, devido à sua reação com o ozono, não atinge a superfície da terra na sua forma natural – a radiação solar. Na sua forma artificial, por exemplo, através de lâmpadas, a radiação UVC pode causar fotoceratite, vermelhidão da pele e aumento do risco de cancro da pele.

Estas lâmpadas UVC podem também ser muito brilhantes e emitir um componente de luz azul visível, forte e rico em energia, que é justificadamente suspeita de promover o descolamento da retina (degeneração macular). Por estas razões, devem ser tomadas medidas de segurança durante o seu uso.

Medidas técnicas de segurança

Se não for possível evitar totalmente a exposição de pessoas a uma lâmpada UVC ativa, é recomendável o uso de proteção combinada para os olhos e rosto adicionalmente ao uso de vestuário e luvas de proteção UV adequados para proteção do corpo e mãos. Esta deve consistir de uma viseira (cfm. EN166 e EN170) para proteger os olhos e o rosto da radiação UV.

Onde existir o risco de brilho intenso e/ou de forte emissão de luz azul da lâmpada, deve ser considerado o uso de óculos de segurança com lentes muito escuras, como p.e., lentes para soldadura níveis 3 a 5, em conformidade com a EN 169.

Produtos uvex adequados

A uvex disponibiliza produtos para proteção facial e ocular que cumprem os critérios acima referidos seguidamente indicados.

As seguintes viseiras de proteção:

Viseira para proteção facial uvex pheos, modelo 9790211

Viseira para proteção facial uvex, modelos 9707014, 9708514, 9705014 ou 9706514 usadas em combinação com os seguintes óculos de segurança:

Óculos para soldadura uvex i-vo, modelos 9160043, 9160045

Óculos para soldadura uvex super fit, modelo 9178043

Óculos para soldadura uvex astrospec 2.0, modelos 9164143, 9164144, 9164145

Óculos para soldadura uvex futura, modelos 9180143, 9180144, 9180145

Óculos para soldadura uvex 9116, modelos 9116043, 9116044, 9116045

Óculos para soldadura uvex 9161, modelos 9161143, 9161144, 9161145

Óculos para soldadura uvex super f OTG, modelos 9169543, 9169545

Óculos de segurança com bloqueador de luz azul uvex super f OTG, modelo 9169615

 

Notas Importantes a considerar na Proteção ocular e facial no uso de lâmpadas UVC para desinfeção

As viseiras descartáveis, atualmente disponíveis no mercado, que não se encontram marcadas em conformidade com a EN 166, geralmente não fornecem proteção UV suficiente na extensão total da gama de UV’s, não sendo por isso adequadas para esta aplicação.

A desinfeção por UV dos EPIs uvex pode levar à degradação das propriedades dos seus materiais e, assim, fazer com que o equipamentos se desgastem prematuramente, ou que se danifiquem e reduzam as suas propriedades protetoras.

Por esta razão, a uvex recomenda que, para os seus EPIs para proteção ocular, não seja utilizado o processo de desinfeção por UV. Podem ser obtidas informações adicionais relativamente à correta limpeza e desinfeção dos óculos de segurança uvex em: “Informações sobre o uso de óculos de segurança durante a pandemia do vírus COVID-19”.

De notar também que, devido à grande variedade de lâmpadas UVC disponíveis no mercado, não é possível definir uma recomendação válida numa generalidade ou referir o tempo de exposição para todas as lâmpadas. Deve ser sempre realizada uma avaliação de segurança por um especialista em segurança ou autoridade de segurança em cada caso específico.

As informações apresentadas foram retiradas principalmente de fontes da Comissão Internacional de Iluminação (CIE).

Partilha este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *