Telefone: (+351) 219 154 600

PROTEÇÃO FLORESTAL / 4 artigos encontrados

Calça de proteção para motosserristas

Como funciona uma calça de proteção para motosserristas?

O uso da calça de proteção para motosserrista é de extrema importância para a segurança de quem executa trabalhos com a motosserra, assim como também neste tipo de trabalho é recomendado o uso de outros Equipamentos de Proteção Individual (EPI) de qualidade e cómodos com o objetivo principal de salvaguardar a integridade física do utilizador. Neste artigo vamos então abordar algumas características além de esclarecer as dúvidas mais relevantes que devemos considerar quando se trata de escolher a calça de proteção para motosserrista mais adequada à sua tarefa.

Quais as causas e soluções de defesa para incêndios rurais?

Os incêndios rurais também ditos como florestais são cada vez mais recorrentes e violentos. Acima de tudo constituem e impõem severos riscos para a vida das pessoas e edificados geralmente com elevado valor patrimonial. Em Portugal, este tema tem suscitado muitas opiniões diversas e, infelizmente, várias tragédias que têm elevados custos para o nosso país. Neste artigo vamos abordar as causas, a realidade atual, a solução, os pressupostos e os equipamentos mais adequados para a defesa dos incêndios rurais.
Normas de vestuario de trabalho

Quais são as principais Diretivas e Normas de Vestuário de Trabalho?

Para trabalhos desenvolvidos em atmosferas potencialmente explosivas é fundamental o uso de vestuário adequado, excluindo-se fontes de ignição e para, em caso de incidente, mitigar as consequências para os trabalhadores, segundo as diretivas e normas de vestuário de trabalho.

Estudo avalia impacto da exposição a poluentes em 250 bombeiros

por Gonçalo Sousa
Investigadores do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) vão identificar, analisar e monitorizar o impacto da exposição a poluentes emitidos pelos fogos florestais na saúde de 250 bombeiros de diversas corporações do nordeste transmontano. Em comunicado, o instituto do Porto explica que o projeto, intitulado BioFirEx e liderado por investigadores do REQUIMTE-LAV do ISEP, pretende estudar "os efeitos para a saúde destes profissionais da exposição ocupacional prolongada e continuada a poluentes emitidos pelos fogos florestais".